Dúvidas frequentes

Formas farmacêuticas

As formas farmacêuticas são as formas físicas de apresentação do medicamento, e podem ser classificadas como:

  • Sólidas
  • Líquidas
  • Semi-sólidas
  • Gasosas

Essas formas podem ser administradas por via oral, parenteral, rectal, vaginal, oftálmica, aérea, auricular e percutânea.
As formas sólidas podem ser divididas em pós, granulados, comprimidos, drageas, cápsulas, supositórios e óvulos.
As formas líquidas são divididas em soluções, xaropes, elixires, suspensões, emulsões, injetáveis, tinturas e extratos.
As formas gasosas são os aerossóis.
Já as formas semi-sólidas dividem-se em géis, loções, ungüentos, linimentos, ceratos, pastas, cremes e pomadas.

Siglas

P.O.P – Procedimento operacional padrão.
Q.s.p – Quantidade suficiente para.
Q.s – Quantidade suficiente, quanto baste (do latim “quantum satis”).
A.A – Partes iguais.
P.A. – Princípio activo (designação antiquada, substituir por “substância activa” que é a designação oficial, em Portugal, a partir do Decreto-Lei 72/91).

1. O que é Farmácia de Manipulação?

Farmácia de manipulação ou farmácia magistral é o estabelecimento que prepara medicamentos atendendo a uma prescrição médica, que estabelece sua composição, forma farmacêutica, posologia e modo de usar.

2. Qual é a validade da receita?

A receitas que contenham substâncias sujeitas a controle especial (as de tarja vermelha ou preta), tem validade de 30 dias, a partir da data de prescrição.
Nos demais casos a validade das receitas é estipulada pelo prescritor.
Exemplo:
• “receita validada por 6 meses”
• “Repetir a fórmula mais 2 vezes”
• ”Utilizar o medicamento até ….”

Quando não há nenhuma indicação da validade da receita, só poderá ser aviada uma única vez.

3. Os medicamentos podem apresentar variação de coloração?

Sim. Medicamentos a base de substâncias de origem vegetal podem apresentar variação na coloração, consistência e tamanho das cápsulas, conforme época de colheita das ervas e lote de fabricação.

4. Posso repetir a formulação?

A farmácia só poderá repetir a formulação com autorização do médico, pois somente ele (o médico) poderá avaliar o paciente e a evolução do tratamento com precisão. Além disso, alguns medicamentos não devem ser utilizados por tempo prolongado.

5. É normal alguns medicamentos apresentarem odores fortes, desagradáveis?

Algumas substâncias presentes nas formulações podem ter cheiro desagradável, difícil de mascarar. Alguns exemplos: Metionina, Acido tioglicólico, DMAE, Valeriana, Cumarina.

6. O tamanho das cápsulas podem variar?

Sim. Apesar do rígido controle de qualidade, pode acontecer de algumas matérias primas apresentarem certa variação na densidade dos pós ou teor de ativo, o que pode acarretar em diferença no tamanho das cápsulas.

7. Por que alguns medicamentos devem ser guardados em geladeira?

A estabilidade de alguns medicamentos é melhor preservada quando mantidas sob refrigeração. Ex.: acido retinoico, hidroquinona, alguns medicamentos na forma de xarope, etc.

8. O que são cápsulas entéricas?

São cápsulas que recebem um revestimento resistente ao suco gástrico. Alguns medicamentos necessitam desse revestimento para assegurar a estabilidade e/ou ação do medicamento.

9. Posso usar a receita da minha amiga para fazer uma formula para mim?

Não. As prescrições magistrais são formulações prescritas por um médico, de forma personalizada de acordo com os sintomas e necessidades de cada paciente.

10. A farmácia possui contrato com laboratórios de controle de qualidade?

Sim. A Dermamarengo possui contrato com os laboratórios INTECQ, para análises de matérias primas, fórmulas acabadas, análises de processo e água, além de possuir laboratório de controle de qualidade próprio.

back to top