Metionina: O que é e qual a sua importância?

Uma das principais causas do acúmulo da metionina é a dieta com baixa quantidade de ácido fólico e vitamina B12. O consumo excessivo de proteínas correlacionado a baixa atividade física também são pontos que alteram as enzimas metabólicas.

Fontes alimentares de metionina

Enquanto praticamente todos os alimentos que contêm proteínas possuem pelo menos um pouco de metionina, a quantidade disponível nos alimentos varia muito. Os ovos, peixe e algumas carnes, por exemplo, contêm quantidades elevadas desse aminoácido.

Estima-se que cerca de 8% dos aminoácidos presentes nas claras de ovos sejam aminoácidos contendo enxofre (metionina e cisteína). Este valor é de cerca de 5% na carne de frango e bovina e de 4% em produtos lácteos. Proteínas vegetais geralmente possuem quantidades menores desses aminoácidos.

Ingestão, toxicidade e efeitos colaterais.

Pesquisadores estabeleceram uma ingestão diária recomendada de aminoácidos contendo enxofre (metionina e cisteína), e chegaram ao valor de 19 mg/ kg por dia para adultos.

Embora novas pesquisas apontem para valores ligeiramente diferentes, a quantidade ideal deve ser obtida caso a caso, com seu médico de confiança. Não faça uso de suplementos sem indicação médica.

Seu corpo pode ainda te dar sinais de que você precisa aumentar sua ingestão de Metionina!

As pessoas com maior probabilidade de ter uma deficiência de metionina são aquelas com baixa ingestão de proteína animal, como vegetarianos ou veganos. Os sinais mais comuns de deficiência incluem problemas no fígado, edema e lesões na pele.

As crianças que não recebem quantidade suficiente de metionina em sua dieta também podem ter uma taxa de crescimento abaixo da média.

Níveis baixos de metionina podem contribuir ainda para outras condições, como perda de cabelo, baixa disposição e fraqueza muscular.

Principais nutrientes de cada grupo alimentar

A Pirâmide Alimentar é um tipo de gráfico que sistematiza os alimentos de acordo com suas funções e seus nutrientes.

A principal finalidade dessa organização é fornecer informações acerca de uma alimentação saudável e equilibrada.

  
– Pães, arroz, cereais, massas: carboidratos complexos (vitaminas do complexo B e fibras);

– Hortaliças e vegetais (vitamina A, vitamina C, folato, ferro, fibras);

– Frutas (vitamina A, vitamina C, potássio, folato, ferro, fibras);

– Leite, iogurtes e queijos (cálcio, proteína, vitamina A, vitamina D);

– Carnes, aves, peixes, ovos, feijão, nozes (ferro, zinco, vitaminas do complexo B, proteínas);

– Gorduras, óleos e açúcares (vitamina E, ácidos graxos essenciais, carboidratos, porém são ricos em calorias e devem ser utilizados esporadicamente).